Comércio

E era desta maneira: Estes mercadores mouros moravam em Meca (na Arábia) e em Judá (o porto da cidade de Meca, sobre o Mar Ver­melho) e tinham seus feitores em Calicute (na índia), os quais lhe mandavam dali especiaria, droga, pedraria e panos finos de algodão, em grandes naus.
Bookmark and Share
O comércio da índia com o Ocidente, no século XV:
 «Antes deste nosso descobrimento da índia, recebiam os mouros de Meca muito grande proveito com o trato (comércio) da especiaria. E assim, (também), o grande sultão (o rei do Egipto) por mor (por causa) dos grandes direitos que lhe pagavam. E assim (também) ganhava muito Veneza com o mesmo trato, que mandava comprar a especiaria a Alexandria, e depois a mandava por toda a Europa.
E era desta maneira: Estes mercadores mouros moravam em Meca (na Arábia) e em Judá (o porto da cidade de Meca, sobre o Mar Ver­melho) e tinham seus feitores em Calicute (na índia), os quais lhe mandavam dali especiaria, droga, pedraria e panos finos de algodão, em grandes naus ... E para comprarem a especiaria e o mais ... mandavam estes todos mercadores a seus feitores ouro amoedado ... e ouro por amoedar, prata, cobre, estanho, latão, vermelho (sulfureto de mercúrio, que servia para tingir tecidos), azougue (mercúrio), pedra­ume, verdete (acetato de cobre), açafrão, águas-rosadas, panos de lã de cores, chamalotes (tecidos de lã de camelo), veludos pintados de Meca, brocadilhos (telas de seda bordadas), coral lavrado e por lavrar e ouro fiado. E todas estas coisas se levavam de Alexandria (porto do Egipto, sobre o mar Mediterrâneo) ao Cairo, pelo Nilo acima, e do Cairo eram levadas por terra, em camelos, à cidade de Suez     E em Suez se carregavam estas mercadorias em navios pequenos     e se levavam a Judá, onde as carregavam nas naus e as levavam a Calicute, de onde seus feitores lhes mandavam, em retorno, o que já disse (especiaria, etc.). E nesta viagem de ida e vinda ganhavam tanto que, muitas vezes, de um faziam oito. E o sultão ganhava muito mais ... » «E ... estas mercadorias (vindas da índia) ... compravam-nas mercadores venezianos estantes (moradores) em Alexandria ... »

Castanheda- Fernão Lopes de , «História do Descobrimento e Conquista da índia pelos Portugueses», século XVI)